Confea reúne representantes de todos os Estados e realiza Seminário de Comunicação Institucional

Acessos: 578

Na última semana, entre os dias 07 e 08 de fevereiro, o plenário do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) sediou o Seminário de Comunicação Institucional do Sistema Confea/Crea 2019, ao receber profissionais que são responsáveis pela comunicação dos órgãos que compõem o sistema.

O Seminário teve a participação de representantes de Creas de todos os estados do Brasil, incluindo assessores de imprensa, relações públicas, jornalistas, gerentes de comunicação, entre outros. Pelo Crea-PA, esteve presente o assessor de imprensa Alex Ferreira. Alguns presidentes de Creas também participaram do evento, como Edson Kuwahara (AP), Ana Adalgisa (RN), Fátima Có (DF) e Carminda Pinheiro (AC).

sem.com19 coletiva

PROGRAMAÇÃO

“O Futuro da Comunicação” – cada vez mais veloz e diversificada pela tecnologia – foi o tema da palestra que na manhã da quinta (07) abriu a programação do seminário institucional promovido pelo Confea e que reúne, em Brasília, os assessores de Comunicação do Sistema Confea/Crea e Mútua. Apresentado pelo publicitário Rafael Martins, empresário da área de comunicação contemporânea, o tema atraiu a atenção dos cerca de 70 participantes. Em pauta: a evolução da comunicação provocada pela revolução tecnológica, que exige o chamado ‘skil gaps’, uma atualização constante, aprendizado praticamente diário.

“A tecnologia cresce exponencialmente, mas a gente pensa e aprende de forma linear e no meio disso os gaps de aprendizado se tornam cada vez mais necessários”, alertou o palestrante logo no início de sua apresentação.

sem.com19 rafael publico

À tarde, o superintendente de Estratégia e Gestão, eng. agr. Alceu Molina, apresentou o Plano de Comunicação do Confea 2018/2020 (PL 1.331/2018) ressaltando que a “sociedade deve ser o objetivo-fim da comunicação do Conselho, assim como é importante também valorizar a atuação dos profissionais, nas ações de divulgação”, sempre levando em consideração os seguintes pilares: CF, art. 37, § 1º, que trata da publicidade dos atos e serviços de órgãos públicos; a Lei nº 5.194/66, art. 27, que lista as atribuições do Confea; o Regimento do Conselho; a Política de Comunicação e a Agenda Estratégica da instituição; além dos fundamentos do modelo de governança do Tribunal de Contas da União (TCU).

Na sequência, a gerente de Planejamento e Gestão, arq. Prícila Fraga, detalhou os princípios e critérios de contrapartidas da Política de Concessão de Patrocínio (PL 1106/2018). “Essa iniciativa visa divulgação da marca, fortalecimento da imagem institucional e desenvolvimento do Sistema Confea/Crea, entre outros princípios”, explicou a coordenadora da iniciativa que, na oportunidade, aproveitou para compartilhar com os profissionais dos Creas o passo a passo de concessão de patrocínio que envolve inúmeras áreas do Conselho e, por isso, deve ser planejada.

Em 2018, o Confea disponibilizou R$ 3 milhões para projetos de eventos, exposição e publicações que envolvem temas inerentes às profissões do Sistema Confea/Crea. As ações acontecem até agosto de 2019. “De acordo com o edital, as iniciativas devem estimular o desenvolvimento científico, tecnológico e econômico, assim como a troca de experiências e a interação entre profissionais, empresas, instituições cientificas e tecnológicas”, explicou Prícila.

A programação do primeiro dia foi concluída pela assessora da Superintendência de Estratégia e Gestão e especialista em Coaching, Rosangela Simonetti, que sensibilizou os comunicadores de que é essencial adotar a governança no Confea e nos Creas. “A governança é garantia de que o negócio da instituição esteja sendo priorizado por todos, refere-se a soluções para atingir resultados”, comentou ao explicar como o Tribunal de Contas da União define o conceito para a administração pública: "Governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança, estratégia e controle postos em prática para avaliar, direcionar e monitorar a atuação da gestão, com vistas à condução de políticas públicas e à prestação de serviços de interesse da sociedade."

SEGUNDO DIA

Com um  debate compartilhado entre jornalistas, conselheiros, presidentes de Creas e representantes de entidades nacionais, o presidente Joel Krüger abriu a programação do segundo dia do I Seminário de Comunicação Institucional do Sistema Confea/Crea, nesta sexta (8). Em sua explanação, Joel garantiu que a área tem importância estratégica no Conselho Federal, daí sua integração à rotina de seminários temáticos de “áreas essenciais” no sistema profissional. Confira mais detalhes no link: http://www.confea.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=23301&sid=10

sem.com19 jk e publico

Em seguida, a palestra da empresa Clara Digital, responsável pelo trabalho de gestão, monitoramento e impulsionamento das redes sociais do Confea apresentou a palestra “Diálogo ente a instituição e o público-alvo nas plataformas digitais – Produção de conteúdo focado no público-alvo e interação/moderação nas plataformas”, na manhã desta sexta (8).

Com um debate bastante concorrido, os publicitários Tamyres Nonato, Robynson Veríssimo, Raphael Deether e Carolina Nonato discorreram sobre aspectos teóricos e práticos da atuação da empresa. Identidade visual, segmentação de público, mensuração, interação e dados sobre o incremento do acesso e engajamento do público no Facebook, Instagram, Twitter, Youtube e Soudcloud. “Essa comunicação não pode ser  muito formal, devemos usar linguagens adequadas para que as pessoas se interessem. Procuramos exaltar as datas comemorativas do Sistema, quando os profissionais se sentem valorizados. Também monitoramos as críticas, transformando essas dúvidas em conteúdo para todos os usuários”, informou Tamyres.

Já no período da tarde, os comunicadores assistiram à palestra “Orientações para elaboração de plano de trabalho para o Programa de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento da Comunicação (Prodacom)”, ministrada pela gerente de Desenvolvimento Institucional do Confea, Polyana Zeller.

Polyana explicou que o programa tem como objetivo apoiar a produção e veiculação de campanhas institucionais, bem como a editoração de publicações técnicas de interesse do Sistema Confea/Crea e Mútua. “O objetivo específico é uniformizar as ações institucionais de comunicação no âmbito do Sistema. Melhorar a eficiência e a eficácia das ações de comunicação, marketing e de divulgação dos serviços e ações realizadas pelo Sistema, notadamente em relação à verificação e fiscalização do exercício e das atividades profissionais”, explicou. A gerente reforçou que não podem ter objetos coincidentes com outras ações de mesma natureza. “A partir de 2018, temos uma agência contratada, e as ações não podem coincidir, como uma campanha de âmbito nacional. Agora, fica para o âmbito local e temas específicos”, esclareceu.

Também foi apresentado aos comunicadores o programa Divulga Mútua, que permite aos Creas e às entidades de classe do Sistema fazerem divulgação institucional por meio de parceria com a Caixa de Assistência aos Profissionais do Crea, como explicou a gerente de Comunicação da instituição, jornalista Meg Vicente. “A iniciativa prevê, por exemplo, linhas de recursos para os Creas elaborarem campanhas de valorização da ART e de divulgação da Mútua para inspetorias e entidades, públicos considerados importantes por serem formadores de opinião e divulgadores da marca”, comentou.

O evento foi encerrado com uma mesa redonda, mediada pelo Gerente de Comunicação do Confea, Felipe Pasqualini, quando representantes de diversos Creas puderam apresentar cases relacionados a como colocam em prática as políticas de comunicação em seus estados. As apresentações foram disponibilizadas no site do Confea e podem ser encontradas no link: http://www.confea.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=23302&sid=10